Menu

Teste Menu 1

(Foto: Divulgação)
Na tarde desta segunda-feira (16), membros da diretoria ABCdista estiveram no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para uma audiência, que foi conduzida pelo presidente do TRT, o desembargador Bento Herculano Duarte Neto.

A audiência tinha como objetivo o fechamento do acordo para que o ABC Futebol Clube pagasse cerca de R$ 6 milhões em dívidas trabalhistas. O que ocorreu com êxito.

Neste acordo, vários atletas serão beneficiados, como Andrey, Nando, Márcio Passos, Gladstone, Camilo, Daniel Amora e outros, totalizando 15 processos.

O ABC começará a pagar a dívida, que será parcelada em 60 vezes, a partir do dia 5 de dezembro deste ano.
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
No campo, a Série C do Campeonato Brasileiro acabou, e o ABC foi rebaixado, mas nos tribunais, o jogo só está começando, pelo menos é assim que pensa o setor jurídico do Mais Querido, que apresentou na tarde desta segunda-feira (26), ao STJD, a notícia de infração por irregularidade do técnico do Treze/PB, Celso Teixeira.

O Clube do Povo reclama  ao tribunal que Celso Texeira assinou a súmula e comandou o time paraibano diante do Confiança/SE, em jogo válido pela 17ª rodada da Série C. Segundo a denúncia do alvinegro, o treinador não poderia estar à beira do campo, pois, ainda quando era técnico do Central/PE, havia sido expulso, pegando 3 jogos de suspensão, chegando a cumprir apenas 1.

Na denúncia feita, o ABC lembra que a partir desta temporada, jogadores e técnicos passaram a ter o mesmo peso nas punições, ou seja, caso seja procedente, o clube pode, além de ser multado, perder os pontos da partida na qual a irregularidade foi cometida.

O Vice-Presidente jurídico do ABC, José Wilson, falou sobre o caso e se disse otimista, esperançoso que será aplicada a punição prevista no regulamento.

O Treze/PB recebeu no último sábado (24), o Botafogo/PB, e neste jogo, Celso Teixeira não pôde estar comandando o time na beira do gramado, sendo assim, cabe interpretar que a equipe paraibana admitiu que realmente existe esta punição para ser cumprida por parte do treinador.

O ABC terminou a competição na 9ª colocação, com 18 pontos conquistados, o Treze/PB, acabou com 19 pontos e na 8ª posição, escapando do rebaixamento. Caso a causa seja vencida pelo Mais Querido, o time paraibano perderá 6 pontos e será, consequentemente, ultrapassado pelo ABC, resultado que salvaria o potiguar da degola.

A procuradoria tem até 48 horas para acatar e dar prosseguimento ao caso, ou arquivar o mesmo.
-
(Foto: Andrei Torres/ABC Futebol Clube)
O meia chileno Boris Sagredo, contratado no inicio do ano como o grande camisa 10 do ABC para a temporada, acionou a justiça nos últimos dias cobrando do ABC danos morais por atraso de salários, danos morais por assédio, multa compensatória, além de verbas que o clube admite que realmente são devidas e reconhecidas no ato da rescisão.

O atleta cobra na ação também um montante de R$ 277.958,62.

O ABC reconhece que deve a Bóris Sagredo, os salários de maio e junho (salário mensal de 17.000,00 ), o salário proporcional de julho no valor de R$ 1.133,33, aviso prévio de R$ 6.500,00, férias sobre aviso prévio de R$ 1.083,33, 13º proporcional de R$ 6.500,00 e FGTS de R$ 6.160,00.

Observando o valor cobrado pelo atleta e o valor apresentado pelo ABC, vemos que há uma diferença monstruosa, que só deverá ser resolvida, de fato, na justiça.

Boris foi dispensado do ABC no mês passado, após saber que não seria aproveitado pelo técnico Roberto Fernandes.
Presidente Fernando Suassuna apresenta Fabiano Teixeira que assume como Diretor de Futebol do ABC. Foto: Andreia Freitas/ TV Ponta Negra
(Foto: Andreia Freitas/TV Ponta Negra)
Na tarde desta quarta-feira (19), o presidente do ABC, Fernando Suassuna, apresentou o novo responsável pela direção de futebol do clube. O nome já é bem conhecido da torcida alvinegra. Trata-se de Fabiano Teixeira, filho do vitorioso ex-técnico Ferdinando Teixeira.

Fabiano chega para dar um suporte a Bira Marques, que vinha desempenhando a função dentro do clube sozinho.

Para quem não se lembra, Fabiano foi derrotado nas eleições de 2015 do ABC pela chapa do ex-presidente Judas Tadeu.
-
(Foto: Andrei Torres/ABC Futebol Clube)
Na noite desta segunda-feira (8), o ABC Futebol Clube informou de forma oficial em suas redes sociais, que uma amostra do exame antidoping do volante Joílson deu positivo para uma substância proibida pela WADA (Agência Mundial Antidoping).

O exame em questão foi feito após a partida entre Altos/PI x ABC, no dia 27 de Janeiro, válida pela segunda rodada da Copa do Nordeste 2019.

Não foi divulgada a substância que foi encontrada no exame. 

O volante Joílson aceitou o resultado e, como é de praxe, está suspenso das atividades provisoriamente por 30 dias.

Os advogados do atleta, juntamente com o departamento jurídico do clube, estão buscando tomar as medidas para a elaboração da defesa do jogador. 
(Foto: Andrei Torres/ABC Futebol Clube)
Quem tem ido aos jogos do ABC no Frasqueirão nos últimos dias, deve ter observado que a cobertura do estádio está sendo trocado. A área das cadeiras, que também envolve as cabines de imprensa, está tendo toda a sua cobertura substituída.

Um próximo passo após a finalização da cobertura, é a troca do alambrado do estádio. Essa solicitação foi feita pelo CREA/RN, após ter constatado, em visita ao estádio, que grande parte da estrutura metálica está em processo de corrosão. Com isso, a diretoria planeja trocar todo o alambrado por proteção de acrílico, seguindo assim, uma determinação da CBF. A ideia é copiar a divisão existente na novas arenas do Brasil.

Além da mudança estética do estádio, a proteção de acrílico também trará uma melhor visualização do campo de jogo ao torcedor.

A diretoria informou que, caso o Mais Querido consigo o acesso para a Série B neste ano, as obras serão aceleradas para que, na Segundona, o estádio já esteja com a proteção. Caso contrário, as mudanças serão feitas no decorrer do ano de 2020.
(Foto: Divulgação)
Foi oficializada na manhã da última segunda-feira (17), a venda do lateral-esquerdo Ayrton Lucas, do Fluminense/RJ, para o Spartak Moscou/RUS.

O atleta, de 21 anos, foi negociado pelo clube carioca pela quantia de € 7 milhões, ou seja, aproximadamente R$ 31 milhões.

Ainda não é uma informação oficial, mas, de acordo com as regras da FIFA, o ABC, que é o clube formador de Ayrton Lucas, deve receber uma quantia pela transferência, essa quantia seria de cerca de R$ 300 mil.

Sucesso ao atleta potiguar na Europa!
-
(Foto: Esporte de Patos/PB)
Um dos próximos nomes anunciados pela diretoria alvinegra para a temporada de 2019, deve ser o meia Felipe Pires, de 20 anos. O atleta é um dos destaques da base do Botafogo/PB.

Neste ano, pelo Belo, Felipe foi campeão do Campeonato Paraibano. Durante a Série C, o meia foi emprestado ao Esporte de Patos/PB, para a disputa da segunda divisão do paraibano. Pelo time de Patos/PB, Felipe foi campeão e conquistou o acesso para a elite do futebol da Paraíba. O meia foi o responsável por 3 gols e 6 assistências, que ajudaram o Esporte de Patos a subir de divisão.