Menu

Teste Menu 1

(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
A tarde desta terça-feira (24) foi bastante agitada no Complexo Vicente Farache, tudo graças a apresentação do novo técnico ABCdista, Francisco Diá, que comandará a equipe na temporada 2020.

De início, Francisco Diá começou falando sobre a expectativa de treinar o Mais Querido. "Estou muito feliz de ter essa oportunidade no ABC, vou dar tudo de mim para dar alegrias para essa torcida que tanto merece. Garra, determinação e trabalho são cosias que não irão faltar."

Visando a temporada 2020, Francisco Diá afirmou que o Campeonato Estadual é muito importante, já que é através dos resultados alcançados neste certame que o clube poderá conquistar as vagas para as Copas do Brasil e do Nordeste, que dão um bom retorno financeiro ao clube.

O treinador tem consciência do momento vivido pelo ABC, mas diz estar calejado quanto a isso, e encara com naturalidade a situação. "Passei por clubes de massa, Sampaio Corrêa/MA, Campinense/PB, CSA/AL, já estou acostumado com a pressão, são coisas do futebol e estou calejado. Já tivemos outros desafios, até mais complicados que esse, mas o clube se uniu, desde a diretoria, jogadores, comissão, até a torcida, e conseguimos fazer bons trabalhos. Aqui não será diferente, o ABC tem uma boa estrutura, uma matéria prima sólida. Temos que dar um algo a mais, sabemos dessa nossa rejeição."

Para finalizar, Diá comentou um pouco sobre a montagem do elenco para a próxima temporada. "Conversamos com a diretoria e dentro do orçamento que eles nos deram, temos como montar um time competitivo e vencedor. Vamos precisar começar um time praticamente do zero, já que muitos atletas tiveram seus contratos encerrados, por isso precisamos começar a pôr em prática o planejamento o quanto antes."

Francisco Diá deu a entender que conversará com a diretoria para que alguns jogadores que terminaram a Série C jogando pelo ABC, permaneçam no clube. Além disso, reforçou que a pré-temporada deve começar 45 dias antes do início do Campeonato Potiguar 2020.
(Foto: ABC Futebol Clube)
O volante Felipe Guedes foi o escolhido para a entrevista coletiva após o rebaixamento do ABC para a Série D. O atleta falou sobre o sentimento de tristeza do grupo, da possível reversão do rebaixamento nos tribunais e também do jogo contra o Globo/RN, o último do alvinegro em 2019.

Por conta da possibilidade de irregularidade envolvendo o Treze/PB, a representação do elenco foi antecipada em um dia. Guedes comentou sobre isso. "Devido a possibilidade de irregularidade envolvendo o Treze/PB, passamos a ter uma ponta de esperança quanto ao resultado final da competição. Por esse motivo, acabamos recebendo a mensagem do treinador nos comunicando da antecipação na reapresentação. Vamos treinar normalmente, vamos dar o nosso melhor para vencermos o Globo. Depois, vamos aguardar os trâmites fora dos gramados."

O volante comentou sobre o sentimento do elenco. "Nós não queríamos a queda. Na reapresentação deu pra ver que todos estão tristes com a situação. Lutamos, nos empenhamos, mas infelizmente não conseguimos escapar."

Por fim, Guedes disse que ainda não recebeu nenhuma proposta para deixar o ABC. "Ainda não recebi nenhuma proposta. Não sei de nada. Vou para o jogo contra o Globo normalmente."
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Nesta quinta-feira (15), o Mais Querido finalizou mais um dia de treinamentos visando a partida diante do Sampaio Corrêa/MA, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

Após a atividade, o técnico Roberto Fernandes foi para a coletiva e falou sobre alguns pontos para este importante duelo.

RF disse que não tem muita a esconder e está preocupado com a lateral-direita. "Não tem muitos mistérios, chegou a parte do campeonato onde a gente não tem muito para esconder. A única dúvida é na lateral-direita, e o problema é grande, o Caio está vetado, Richardson e Ivan voltando de lesão, ambos não estão 100%, por conta disso, teremos que aguardar até momentos antes da partida. Caso não seja possível, o Wenderson será o jogador escolhido para a função."

Sobre a parte ofensiva, Roberto Fernandes explicou que durante os treinamentos da semana, realizou trocas de formação e buscou uma variação que possibilitasse o ABC a criar mais chances, mas revelou que a principal preocupação é o baixo aproveitamento nas finalizações. "Nós estamos tentando de tudo para melhorar a performance ofensiva, a equipe é um todo, mas hoje, nós precisamos ter mais competência na hora de finalizar, é o que falta ao ABC, foram vários jogos com inúmeras finalizações, mas sem vitória."

RF também comentou sobre o adversário, Sampaio Corrêa/MA, líder do Grupo A e já classificado para o próxima fase. "Hoje é a equipe que joga o melhor futebol, é fora da curva da competição. Será um jogo com características de decisão, um jogo que teremos que dar a vida pela resultado até o último minuto."

Ainda durante a coletiva, RF confirmou que Anderson Rosa, que estava sentindo dores durante a semana, está liberado e apto para o jogo.

Para finalizar, o treinador ABCdista falou sobre a real possibilidade de rebaixamento. "O time tem consciência do que pode acontecer, vamos lutar para evitar. Mas a situação não é de hoje, de um jogo específico, foi por uma série de fatores que vem desde o início, campeonato de pontos corridos é regularidade e nós não tivemos. A torcida vai ser de total importância, e fará a diferença ao nosso favor."


(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Após vencer a primeira batalha fora de casa contra o Ferroviário/CE, o elenco ABCdista segue viagem com destino ao Maranhão, onde irá encarar a equipe do Imperatriz/MA neste sábado (10).

O meia Dione, que tem se destacado desde que chegou ao Mais Querido, foi quem concedeu entrevista e falou um pouco sobre essa semana longe de Natal. "Nós estamos uma semana fora de Natal, a logística está sendo muito boa, apesar de cansativo. Treinamos no CT do Brasiliense, a preparação tem que ser forte para que sábado a gente possa sair com um bom resultado diante do Imperatriz/MA."

Dione conquistou seu espaço na equipe titular graças a entrega, a raça que demonstra até o último minuto de jogo, mas a falta de gols incomoda. "Eu tô buscando muito esse gol, acho que está amadurecendo, venho me cobrando muito e espero que saia no sábado. Mas enquanto não sai, fico feliz em poder deixar meus companheiros em boas condições para marcar."

Para finalizar, Dione falou sobre a expectativa sobre o jogo contra os maranhenses e disse que será um duelo difícil, contra uma equipe muito regular e que se impõe fisicamente, mas que o ABC vai para jogar e buscar a vitória que tanto precisa na luta contra a degola.
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
O Mais Querido finalizou mais uma semana de trabalhos. A preparação para os duelos contra Ferroviário/CE e Imperatriz/MA está a todo vapor, e nesta sexta-feira (2), o técnico Roberto Fernandes foi para entrevista coletiva para falar um pouco sobre o trabalho realizado com os atletas.

Roberto começou explicando que estava preocupado com o astral do grupo, já que o time havia feito um grande jogo diante do Santa Cruz/PE no Frasqueirão, mas que acabara não alcançando o resultado positivo, e que o grupo não poderia desanimar. Mas na visão dele, aconteceu o contrário. O fato do ABC ter jogado bem contagiou os atletas, que mesmo sem o resultado, abraçaram a causa em prol do ABC e da torcida.

Sobre as mudanças na equipe para os próximos dois duelos, RF disse: "Não vou revelar para não dar armas ao adversário. Nós estamos trabalhando algumas variações táticas, tendo algumas alternativas, mas nessa altura do campeonato, não tem muito o que inventar. Pode haver algumas mudanças, mas de acordo com o adversário, o campo de jogo, circunstâncias."

Roberto Fernandes ainda falou sobre o reforço do lateral Ivan, da ausência de Felipe Guedes e da possível formação. "O ideal seria que Ivan voltasse só contra o Imperatriz/MA, mas estamos na urgência, então pode ser que ele apareça. Se eu optar por permanecer com a linha de zaga que vem jogando, eu devo ter um meio campo mais leve, se eu optar pelo Ivan, eu vou pôr um meio campo mais equilibrado."

Para finalizar, RF falou sobre a logística para os dois jogos. "A comissão trabalhou bem a logística, não tinha sentido a gente voltar para Natal por causa de um dia. Então, nós vamos seguir viagem de Fortaleza para Marabá e de lá, de ônibus para Imperatriz. Lembrando que após o jogo contra o Ferroviário/CE, nós faremos uma avaliação e os atletas que não tiverem condições de jogo, retornarão para Natal. Felipe Guedes e Maurício não estarão conosco nesta primeira parte, já que estão suspensos, mas provavelmente nos encontrarão para a segunda partida."

(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
O ABC segue se preparando para o importante duelo contra o Santa Cruz/PE, no próximo sábado (27), às 17h, no Estádio Frasqueirão, pela Série C.

Nesta quinta-feira (25), por solicitação da comissão técnica, o treino foi fechado para a torcida e imprensa. Mas, antes da atividade, o técnico Roberto Fernandes concedeu entrevista coletiva e falou sobre algumas possibilidades para a partida.

Mesmo após ter perdido duas chances incríveis nos dois últimos jogos do ABC, Jefinho continua com moral com o técnico, que descarta barrar o atleta. "O Jefinho tem a nossa confiança. Além disso, ele tem a consciência que precisa se concentrar mais no momento da finalização. Aqui, se vencermos, a vitória é de todos, se perdermos, a derrota também é de todos. Então, temos confiança em todos do grupo. Mas sabemos que, pela posição que atua, se o Jefinho faz os dois gols que acabou desperdiçando, poderíamos estar em outra situação agora."

O técnico comentou sobre a possibilidade de escalar Wallyson no time titular contra o Santa. "O Wallyson ainda não tem condições de atuar os 90 minutos. Nos últimos jogos, ele entrou no decorrer. Agora, talvez, já seja o momento dele iniciar jogando, no time titular. Mesmo sabendo que, seguramente, já vou ter que usar uma substituição, acredito que seja o momento dele começar jogando. Nenhum técnico gosta disso, de começar a partida sabendo que terá que mudar, mas pode ser bom nesse momento. O Wallyson é sangue novo, vem bem. O nosso ataque hoje é uma posição que precisamos melhorar, então temos que testar alternativas."
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
O ABC segue preparação intensa visando mais um desafio na briga contra o rebaixamento na Série C, desta vez, recebendo o Santa Cruz/PE, no Estádio Frasqueirão.

Após o treinamento desta quarta-feira (24), o atacante Wallyson concedeu entrevista coletiva e falou sobre sua expectativa para o duelo contra os pernambucanos e a possibilidade de fazer sua estréia como titular. "Venho trabalhando bastante, o professor Roberto Fernandes sabia que nos primeiros jogos, eu não poderia jogar os 90 minutos, porque eu vinha de muito tempo parado. Mas agora já estou bem melhor fisicamente, estou confiante e espero que, caso o professor me escolha, possa responder à altura da expectativa de todos e ajudar a equipe."

O ídolo ABCdista falou também sobre a sequência difícil que o ABC tem nessa reta final da competição, e da pressão pelas vitórias para evitar a degola. "A nossa cota de erros estourou, temos cinco jogos e a tabela não está a nossa favor, precisamos trabalhar para buscar os resultados, mas pensando jogo após jogos. Os nossos jogos estão sendo decididos nos detalhes, então precisamos ter mais concentração e calma na frente do gol."

Para finalizar, o Mago afirmou que RF tem treinado algumas opções ofensivas, mas que ainda não revelou como o time vai para o campo, porém, independente de quem for jogar, os atletas precisam ter confiança uns nos outros, que as chances vão surgir e não podem ser desperdiçadas.
(Foto: ABC Futebol Clube)
Após o empate entre Botafogo/PB e ABC, no Estádio Almeidão, o técnico Roberto Fernandes concedeu entrevista coletiva e analisou a partida.

O comandante destacou que a partida foi muito equilibrada. "Eu acho que foi um jogo muito equilibrado. De uma forma geral, a Série C é muito equilibrada, muito regular. O ABC hoje, infelizmente, paga o preço de ter ficado praticamente um turno sem vencer. Isso não existe."

O técnico comentou sobre a chance desperdiçada pelo ABC na partida após ter aberto o placar. "Lamentamos demais a chance que tivemos de matar o jogo e não matamos. Mesma história do jogo contra o Confiança/SE, onde abrimos o placar, tivemos a chance de ampliar, não fizemos, e tomamos a virada, aqui tomamos o empate."

Para a partida, Roberto não teve Ivan, e acabou formando a defesa com Richardson na direita, Adalberto e Joécio de zagueiros e Guilherme na esquerda. O técnico falou sobre isso. "Tenho que destacar a volta do Adalberto, que retornou ao time como capitão e fez uma baita partida. Talvez eu tenha que assistir o jogo de novo pra ver se ele cometeu alguma falha. Mas falando da opção que fiz, a gente acaba perdendo o apoio com o Richardson, que é mais zagueiro, e o Guilherme, que não é um lateral de apoiar tanto. Para essa partida, eles foram bem, mas para a próxima, em casa, contra o Santa Cruz/PE, tenho que repensar."