Menu

Teste Menu 1

(Foto: ABC Futebol Clube)
O ABC segue sua preparação visando a retomada do Campeonato Potiguar, no próximo dia 12.

O foco agora são treinamentos alternados entre físicos e táticos, e para este assunto, o chamado para conceder entrevista foi o fisiologista Ricardo Melo, que explicou sobre este processo e o planejamento futuro do ABC. "Vamos dar continuidade ao que estávamos fazendo na Bahia, com algumas adaptações e diferenças. Vamos fazer um trabalho onde a capacidade de resistência é importante, mas tende a diminuir mediante a outras capacidades que vão ganhando força, como as capacidade neurais, como a velocidade ou a própria explosão pura. Os trabalhos técnicos e táticos, claro, ganham bastante importância na medida que os jogos se aproximam."

Ricardo também comentou o fato do ABC ter voltado a treinar em seus domínios, o que facilitou bastante o trabalho da comissão. "Nosso trabalho melhorou 100%. Lá (Bahia) nós não tínhamos escolha, trabalhávamos em campos ruins, duros e com chuva, as coisas pioravam. Aqui é diferente, nós estamos em casa, temos todas as condições de planejamento para seguirmos essa preparação sem termos que realizar adaptações."

Para finalizar, Ricardo ressaltou que com a pandemia do Covid-19, o calendário do futebol brasileiro ficou muito apertado e a maratona de jogos será intensa, fazendo com que toda a comissão responsável pelo futebol ABCdista tenha mais atenção sobre os atletas em relação a lesões e recuperação de um jogo para o outro.
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Após a derrota do ABC para o CSA/AL por 2 a 0, em partida válida pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste, o técnico Francisco Diá concedeu entrevista coletiva e analisou o resultado negativo, que custou a eliminação do Clube do Povo da competição.

Para o comandante, o preparo não foi adequado. "Tínhamos certeza que o time iria sentir o desgaste físico dentro de campo. O preparo não foi adequado, tivemos apenas 12 dias de trabalho. Foram mais de 100 dias parados."

O técnico também sobre as dificuldades de treinamento com os atletas. "Teve dias que eu tinha o Jailson e não tinha outro atleta. Tinha dias que eu tinha o João Paulo e o Pedro, depois não tinha mais nenhum. Foram dificuldades que a volta do futebol nos trouxe. Reconheço o esforço, tentamos, mas infelizmente não deu."

Sobre o resultado, Diá disse que foi justo. "O CSA mereceu vencer. O resultado foi justo. O time estava treinando, mostrou superioridade física e nos venceu."
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
O ABC está muito perto de voltar à campo depois de um longo período sem jogos devido a pandemia do novo coronavírus que assolou o mundo. A partida que vai marcar o retorno do Mais Querido ao campo de jogo será contra o CSA, na próxima quarta-feira (22), válida pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. A partida vale classificação para o Clube do Povo.

O goleiro alvinegro, Rafael, concedeu entrevista e falou sobre os preparativos para a partida longe de casa. "A gente estava com uma grande expectativa para retornar aos gramados. Nos últimos dias temos feito um grande trabalho junto aos preparadores e fisiologistas do clube. A preparação que está sendo feita distante de casa, no início, nos afetou um pouco na adaptação. Chegamos à Salvador, estava chovendo e treinamos em um campo que não conhecíamos. Além disso, também tivemos toda a logística que foi alterada devido ao trabalho aqui na Bahia."

O arqueiro também falou sobre a expectativa da equipe para a partida decisiva. "Nos preparamos muito nos últimos dias. Acredito que a parte física pode vir a ser afetada, já a parte técnica, como a diretoria conseguiu manter boa parte do elenco, a gente consegue superar. Estamos prontos e sabemos da responsabilidade da partida, que vale muito para a gente."
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Após a importante vitória do Mais Querido sobre o Imperatriz/MA, pelo placar de 4 a 3, no Estádio Frei Epifânio, pela Copa do Nordeste, o técnico Francisco Diá concedeu entrevista coletiva e analisou o jogo.

O comandante iniciou a coletiva parabenizando o grupo pelo resultado positivo. "Parabéns para o grupo pela importante vitória. Jogar aqui não é fácil, nunca foi, e com o campo encharcado assim, foi ainda mais complicado. Os jogadores foram valentes e conquistaram um grande resultado. Continuamos vivos na competição com essa vitória."

Diá também falou sobre o desafio para conquistar a classificação para a próxima fase da competição. "Fizemos nossa parte, conquistamos a vitória. Agora temos que nos preparar para o próximo desafio, que será na nossa casa, com a força do nosso torcedor, contra o CSA/AL. É continuar com foco pois só dependemos de nós."

A partida entre ABC e CSA está marcada para o próximo sábado (21), às 16h, no Frasqueirão. Até segunda ordem, o jogo está mantido. Porém, a Liga do Nordeste vai se reunir nesta semana para definir sobre a permanência do jogos diante do quadro de crescimento do coronavírus no Brasil.
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
A tarde desta terça-feira (24) foi bastante agitada no Complexo Vicente Farache, tudo graças a apresentação do novo técnico ABCdista, Francisco Diá, que comandará a equipe na temporada 2020.

De início, Francisco Diá começou falando sobre a expectativa de treinar o Mais Querido. "Estou muito feliz de ter essa oportunidade no ABC, vou dar tudo de mim para dar alegrias para essa torcida que tanto merece. Garra, determinação e trabalho são cosias que não irão faltar."

Visando a temporada 2020, Francisco Diá afirmou que o Campeonato Estadual é muito importante, já que é através dos resultados alcançados neste certame que o clube poderá conquistar as vagas para as Copas do Brasil e do Nordeste, que dão um bom retorno financeiro ao clube.

O treinador tem consciência do momento vivido pelo ABC, mas diz estar calejado quanto a isso, e encara com naturalidade a situação. "Passei por clubes de massa, Sampaio Corrêa/MA, Campinense/PB, CSA/AL, já estou acostumado com a pressão, são coisas do futebol e estou calejado. Já tivemos outros desafios, até mais complicados que esse, mas o clube se uniu, desde a diretoria, jogadores, comissão, até a torcida, e conseguimos fazer bons trabalhos. Aqui não será diferente, o ABC tem uma boa estrutura, uma matéria prima sólida. Temos que dar um algo a mais, sabemos dessa nossa rejeição."

Para finalizar, Diá comentou um pouco sobre a montagem do elenco para a próxima temporada. "Conversamos com a diretoria e dentro do orçamento que eles nos deram, temos como montar um time competitivo e vencedor. Vamos precisar começar um time praticamente do zero, já que muitos atletas tiveram seus contratos encerrados, por isso precisamos começar a pôr em prática o planejamento o quanto antes."

Francisco Diá deu a entender que conversará com a diretoria para que alguns jogadores que terminaram a Série C jogando pelo ABC, permaneçam no clube. Além disso, reforçou que a pré-temporada deve começar 45 dias antes do início do Campeonato Potiguar 2020.
(Foto: ABC Futebol Clube)
O volante Felipe Guedes foi o escolhido para a entrevista coletiva após o rebaixamento do ABC para a Série D. O atleta falou sobre o sentimento de tristeza do grupo, da possível reversão do rebaixamento nos tribunais e também do jogo contra o Globo/RN, o último do alvinegro em 2019.

Por conta da possibilidade de irregularidade envolvendo o Treze/PB, a representação do elenco foi antecipada em um dia. Guedes comentou sobre isso. "Devido a possibilidade de irregularidade envolvendo o Treze/PB, passamos a ter uma ponta de esperança quanto ao resultado final da competição. Por esse motivo, acabamos recebendo a mensagem do treinador nos comunicando da antecipação na reapresentação. Vamos treinar normalmente, vamos dar o nosso melhor para vencermos o Globo. Depois, vamos aguardar os trâmites fora dos gramados."

O volante comentou sobre o sentimento do elenco. "Nós não queríamos a queda. Na reapresentação deu pra ver que todos estão tristes com a situação. Lutamos, nos empenhamos, mas infelizmente não conseguimos escapar."

Por fim, Guedes disse que ainda não recebeu nenhuma proposta para deixar o ABC. "Ainda não recebi nenhuma proposta. Não sei de nada. Vou para o jogo contra o Globo normalmente."
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Nesta quinta-feira (15), o Mais Querido finalizou mais um dia de treinamentos visando a partida diante do Sampaio Corrêa/MA, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

Após a atividade, o técnico Roberto Fernandes foi para a coletiva e falou sobre alguns pontos para este importante duelo.

RF disse que não tem muita a esconder e está preocupado com a lateral-direita. "Não tem muitos mistérios, chegou a parte do campeonato onde a gente não tem muito para esconder. A única dúvida é na lateral-direita, e o problema é grande, o Caio está vetado, Richardson e Ivan voltando de lesão, ambos não estão 100%, por conta disso, teremos que aguardar até momentos antes da partida. Caso não seja possível, o Wenderson será o jogador escolhido para a função."

Sobre a parte ofensiva, Roberto Fernandes explicou que durante os treinamentos da semana, realizou trocas de formação e buscou uma variação que possibilitasse o ABC a criar mais chances, mas revelou que a principal preocupação é o baixo aproveitamento nas finalizações. "Nós estamos tentando de tudo para melhorar a performance ofensiva, a equipe é um todo, mas hoje, nós precisamos ter mais competência na hora de finalizar, é o que falta ao ABC, foram vários jogos com inúmeras finalizações, mas sem vitória."

RF também comentou sobre o adversário, Sampaio Corrêa/MA, líder do Grupo A e já classificado para o próxima fase. "Hoje é a equipe que joga o melhor futebol, é fora da curva da competição. Será um jogo com características de decisão, um jogo que teremos que dar a vida pela resultado até o último minuto."

Ainda durante a coletiva, RF confirmou que Anderson Rosa, que estava sentindo dores durante a semana, está liberado e apto para o jogo.

Para finalizar, o treinador ABCdista falou sobre a real possibilidade de rebaixamento. "O time tem consciência do que pode acontecer, vamos lutar para evitar. Mas a situação não é de hoje, de um jogo específico, foi por uma série de fatores que vem desde o início, campeonato de pontos corridos é regularidade e nós não tivemos. A torcida vai ser de total importância, e fará a diferença ao nosso favor."


(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Após vencer a primeira batalha fora de casa contra o Ferroviário/CE, o elenco ABCdista segue viagem com destino ao Maranhão, onde irá encarar a equipe do Imperatriz/MA neste sábado (10).

O meia Dione, que tem se destacado desde que chegou ao Mais Querido, foi quem concedeu entrevista e falou um pouco sobre essa semana longe de Natal. "Nós estamos uma semana fora de Natal, a logística está sendo muito boa, apesar de cansativo. Treinamos no CT do Brasiliense, a preparação tem que ser forte para que sábado a gente possa sair com um bom resultado diante do Imperatriz/MA."

Dione conquistou seu espaço na equipe titular graças a entrega, a raça que demonstra até o último minuto de jogo, mas a falta de gols incomoda. "Eu tô buscando muito esse gol, acho que está amadurecendo, venho me cobrando muito e espero que saia no sábado. Mas enquanto não sai, fico feliz em poder deixar meus companheiros em boas condições para marcar."

Para finalizar, Dione falou sobre a expectativa sobre o jogo contra os maranhenses e disse que será um duelo difícil, contra uma equipe muito regular e que se impõe fisicamente, mas que o ABC vai para jogar e buscar a vitória que tanto precisa na luta contra a degola.