Menu

Teste Menu 1

(Foto: ABC Futebol Clube)
Após o empate entre Botafogo/PB e ABC, no Estádio Almeidão, o técnico Roberto Fernandes concedeu entrevista coletiva e analisou a partida.

O comandante destacou que a partida foi muito equilibrada. "Eu acho que foi um jogo muito equilibrado. De uma forma geral, a Série C é muito equilibrada, muito regular. O ABC hoje, infelizmente, paga o preço de ter ficado praticamente um turno sem vencer. Isso não existe."

O técnico comentou sobre a chance desperdiçada pelo ABC na partida após ter aberto o placar. "Lamentamos demais a chance que tivemos de matar o jogo e não matamos. Mesma história do jogo contra o Confiança/SE, onde abrimos o placar, tivemos a chance de ampliar, não fizemos, e tomamos a virada, aqui tomamos o empate."

Para a partida, Roberto não teve Ivan, e acabou formando a defesa com Richardson na direita, Adalberto e Joécio de zagueiros e Guilherme na esquerda. O técnico falou sobre isso. "Tenho que destacar a volta do Adalberto, que retornou ao time como capitão e fez uma baita partida. Talvez eu tenha que assistir o jogo de novo pra ver se ele cometeu alguma falha. Mas falando da opção que fiz, a gente acaba perdendo o apoio com o Richardson, que é mais zagueiro, e o Guilherme, que não é um lateral de apoiar tanto. Para essa partida, eles foram bem, mas para a próxima, em casa, contra o Santa Cruz/PE, tenho que repensar."
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
O ABC vai voltar a campo no próximo sábado (20), às 17h, para enfrentar a equipe do Botafogo/PB, no Estádio Almeidão, em João Pessoa/PB, pelo Campeonato Brasileiro da Série C. Para esse duelo, o técnico Roberto Fernandes não poderá contar com o lateral-direito Ivan, que saiu lesionado no último jogo da equipe e está em tratamento junto ao Departamento Médico alvinegro.

O comandante disse que ainda não definiu o substituto de Ivan. "Estamos trabalhando durante essa semana na busca pelo substituto do Ivan, que não poderá atuar. Como não tenho nenhum atleta de ofício para a posição, acabo ganhando ou perdendo muito. Tenho três opções, uma ataca muito bem, mas não defende bem, a outra defende bem, mas não chega bem no apoio, já a outra, acaba sendo o equilíbrio, mas aí eu vou ter que mexer no meio-campo. Estamos ainda definindo a melhor opção."

RF comentou sobre o equilíbrio da Série C. "É uma competição muito equilibrada. Se formos tirar pelo Ferroviário/CE, que está na liderança e praticamente classificado para a próxima fase, no último jogo acabou perdendo em casa para o Náutico/PE, que apesar de ser uma equipe que pode lutar por vaga na parte de cima, se perde a partida, se aproximaria da zona de rebaixamento. Então, é tudo muito perto na tabela. O nosso próximo jogo vai mostrar esse equilíbrio também. O Botafogo/PB conta 200% com a vitória para poder embalar na luta pela classificação. Já nós, necessitamos do resultado positivo para continuarmos a nossa caminhada em busca do objetivo."

O treinador também falou que o ABC precisa melhorar o seu poder de ataque. "No grupo, o nosso ataque é o que tem os piores números, o pior desempenho. Na altura que nos encontramos, não podemos ter esses números negativos. Precisamos vencer para sairmos da situação atual. A defesa ganha jogo, sim, mas o ataque tem que funcionar. Então, um setor que hoje estou preocupado no elenco é com o ataque. Precisamos melhorar e marcar mais gols. Precisamos vencer."
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Após o fracasso do ABC para o Confiança/SE, por 2 a 1, no Frasqueirão, o técnico Roberto Fernandes concedeu entrevista coletiva, analisou o resultado adverso e destacou alguns pontos da partida.

O comandante disse que os jogadores deram o máximo em campo, mas que isso talvez não seja o suficiente. "Infelizmente o resultado não foi o esperado. Os atletas deram o máximo em campo, isso é importante destacar, mas talvez isso não seja o suficiente para sairmos da situação em que nos encontramos. Precisamos melhorar, trabalhar ainda mais para os próximos jogos".

Roberto também frisou que a equipe precisa de uma sequência de vitórias, e parabenizou o torcedor pelo apoio. "Não posso deixar de parabenizar o torcedor, que mais uma vez comprou a nossa briga. Foi muito importante o apoio até o último minuto. A vitória não veio, mas, mais uma vez, tivemos o torcedor ao nosso lado. O que falta a nossa equipe é uma sequência de vitórias. Não adianta ganhar um jogo e perder o outro. No meu comando, já deixamos escapar 5 pontos em casa, e isso não pode acontecer."

O técnico também falou sobre a perda de Saulo antes da partida, e de Ivan, no inicio do jogo. "Perdemos o Saulo antes mesmo da partida por conta de uma virose. Não que o Édson não tenha a nossa confiança. O Édson é um ídolo da torcida, tem títulos, acesso pelo clube, mas queríamos também contar com o Saulo. Aí, no começo da partida, perdemos o Ivan, único lateral-direito de ofício à disposição. Tive que improvisar. Fizemos o gol, tivemos a chance de fazer o segundo e jogar com mais calma, mas desperdiçamos. Não fizemos e levamos. Depois, sofremos outro gol, de uma felicidade grande do meia-atacante do time adversário, que contou com erro no corte do nosso atleta e fez um bonito gol. Tentamos reagir, continuamos a criar, e foi aí que o Genivaldo surgiu e garantiu a vitória do Confiança/SE".

O próximo jogo do ABC será contra o Botafogo/PB, fora de casa, sábado (20), às 17h.
(Foto: Luciano Marcos/ABC Futebol Clube)
Na noite deste sábado (7), o Mais Querido bateu o Treze/PB no Estádio Frasqueirão e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro da Série C, após 68 dias.

Depois da partida, o técnico Roberto Fernandes concedeu entrevista coletiva e falou sobre o jogo, além de agradecer a presença do torcedor ABCdista, que lotou o estádio Frasqueirão.

"Primeiramente, quero agradecer o apoio do torcedor, que é o maior reforço que nós podemos ter nesse segundo turno."

Sobre a partida, Roberto Fernandes disse que ficou muito satisfeito com o resultado, mas que o time precisa evoluir, criticou o fato do ABC, no primeiro tempo, ter, além do gol, dado apenas um chute perigoso, aos 40 minutos.

No segundo tempo Roberto Fernandes conversou com os atletas no vestiário e foi visível a mudança de postura do ABC, que passou a dominar a partida e impôr o ritmo. "Conversei com a equipe no intervalo, com tranquilidade, entendi que não era hora de fazer uma cobrança mais enérgica, mas mostrei para eles que nós estávamos vencendo o jogo sem justificar a vitória, estávamos vencendo unicamente pelo fato de termos tido competência para marcar, mas, que não estávamos jogando bem, não tivemos controle da partida. Então, tem hora que você precisa dar um passo para trás, para dar dois para frente, por isso tirei o Moisés para pôr o Guedes, para ganharmos o meio de campo e passar a mandar no meio campo."

Para finalizar, o treinador alvinegro falou que o primeiro passo foi dado, sair da lanterna, o próximo é pontuar para deixar o Z2, e os jogos em casa serão importantíssimo nessa luta, e a torcida será o ponto forte nessa batalha.
(Foto: Andrei Torres/ABC Futebol Clube)
O técnico Roberto Fernandes fez sua estreia na derrota do ABC por 1 a 0 para o Sampaio Corrêa/MA, no Estádio Castelão, em São Luis/MA. Após o resultado adverso, o técnico concedeu entrevista e analisou o jogo.

O técnico destacou que, apesar da derrota, não faltou entrega por parte dos jogadores. "O resultado me deixa triste, deixa o torcedor chateado, assim como os jogadores. Mas, ainda assim, prefiro ficar com o que vi de positivo do meu time. Não faltou entrega dos jogadores. Lutaram, buscaram o resultado. Vontade não faltou."

Roberto disse que o ABC precisa de algumas mudanças para os próximos jogos. "Não posso chegar aqui na entrevista e dizer que o ABC precisa de apenas um acerto. Não é nada disso. O ABC precisa de muita coisa para sair dessa situação. Apenas vontade não basta. O time precisa de algumas peças, precisa de agressividade, variações táticas. Vamos em busca desses acertos para os próximos jogos."
(Foto: Andrei Torres/ABC Futebol Clube)
O técnico Roberto Fernandes concedeu sua primeira entrevista como novo comandante do ABC. A estreia do treinador já será neste sábado (14), contra o Sampaio Corrêa/MA, fora de casa.

Sabendo da situação complicada que o alvinegro vive dentro da competição, o técnico evitou falar de projeção de pontos e destacou que o importante é pensar jogo a jogo. "Pensar em números gerais é loucura neste momento. O mais importante é pensarmos jogo a jogo, sempre no próximo adversário. O essencial agora é estancar a sangria. O time vem sofrendo muitos gols e temos que frear isso."

Depois do jogo contra a Bolívia Querida, o ABC fará dois jogos em casa, contra dois adversários diretos na luta contra o rebaixamento (Globo/RN e Treze/PB). O técnico também falou sobre a importância desses dois duelos. "São duas decisões que teremos pela frente. Os dois adversários estão na nossa frente, é um confronto direto. Vamos buscar pontuar contra o Sampaio e depois voltamos para casa para dois jogos decisivos."

ABC e Sampaio Corrêa/MA se enfrentam às 19h15, no Castelão.

(Foto: Divulgação)
Em entrevista exclusiva ao radialista Marcos Lopes, do Portal OP9, o presidente do ABC, Fernando Suassuna, falou sobre vários pontos: apoio do torcedor, Giscard Salton, finanças do clube.

Confira:

Apoio do torcedor

"É muito triste quando vemos um jogo como ABC e Botafogo/PB com 4 mil pessoas no estádio, sendo uma boa parcela do time adversário. Jogo com renda de 45 mil reais. O ingresso tinha valor acessível, tinha ingresso sendo trocado por nota fiscal, e mesmo assim o público decepcionou. Precisamos que o torcedor chegue junto tanto em campo, como no plano de sócio torcedor."

Giscard Salton

"Salton tem feito um bom trabalho. O cargo dele tem muitas atribuições no que diz respeito a administração, principalmente do futebol, onde nós sustentamos o clube até este mês com o dinheiro vindo do futebol, das negociações de jogadores. O Salton foi muito importante nisso aí. As contrações atuais estão vindo por indicação do treinador, não tem envolvimento com Salton. E todas serão pontuais."

Finanças

"Pelos corredores sempre ouço os jogadores e profissionais falarem que estão em um clube sério, que honra os seus compromissos e, por isso, eles precisam trabalhar para que tudo dê certo e os resultados apareçam Nós estamos cumprindo o planejamento traçado em janeiro, estabilizando alguns pontos e reforçando o time."
(Foto: Andrei Torres/ABC Futebol Clube)
Nesta quinta-feira (17), o técnico Sérgio Soares, novo comandante do ABC para a sequência da Série C, se apresentou a diretoria e elenco, e já comandou o seu primeiro treino visando a partida contra o Botafogo/PB, no próximo domingo (19), no Frasqueirão. A partida marcará a estreia do técnico no comando do alvinegro.

Após o treino, que acabou depois das 18h30, o técnico se dirigiu até a sala de imprensa do Complexo Vicente Farache para a coletiva de imprensa. O técnico comentou sobre o motivo de ter aceitado o convite do ABC, fez uma avaliação do elenco e falou sobre a contratação do atacante Jefinho, que já está apto para atuar.

Convite aceito

"Acabei aceitando o convite de comandar o ABC pelo tamanho da instituição e também pelas pessoas que comandam o clube. São pessoas sérias, honestas, que estão trabalhando para colocar o ABC no seu devido lugar. Também aceitei pois conheço o tamanho da torcida, sei que é grande, justamente por já ter enfrentado o ABC aqui em Natal algumas vezes. O desafio é grande, não é fácil, mas, juntos, podemos terminar o ano com um grande resultado. Iremos nos dedicar para o acesso, pois esse é o grande objetivo do clube neste ano."

Avaliação do elenco

"Enxergando de fora, não posso falar muito. Mas, agora, com o contato direto com o atletas, posso fazer uma avaliação. Caso eu veja a necessidade de reforços, vou comunicar a diretoria. Sei que vamos precisar enxugar o elenco. O ideal pra mim é um elenco com 32 atletas, sendo 27 ou 28 do elenco profissional e o restante vindos da base."

Jefinho

"Pelo que já vi, é um atleta rápido, agudo, que parte pra cima. Nesse estilo, também temos o Luan, que já pude trabalhar antes e agora parece estar mais maduro."